Análise de vulnerabilidade ao risco de contaminação atrelada à recarga aquífera e às zonas de cavidades em formações ferríferas do Sinclinal Moeda, Quadrilátero Ferrífero - MG

Resumo

A água é um recurso natural essencial à vida, e é amplamente utilizada na maioria das atividades econômicas. O forte crescimento da população, o desenvolvimento industrial, as atividades agrícolas e a mineração têm gerado uma crescente demanda por água potável. Contudo, sem o planejamento ambiental adequado, aumentam os riscos à contaminação dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos, além de problemas de superexplotação, ou seja, a extração de água sem controle. Sendo assim, é crucial que se crie macanismos para a gestão desse recurso, e, uma das técnicas aplicadas para se proteger os aquíferos é através do mapeamento de vulnerabilidade à contaminação. Por meio da definição da vulnerabilidade, é possível identificar as áreas onde há grande propensão à contaminação e promover medidas para preservar os recursos hídricos. A área foco deste trabalho compreende a região denominada de Sinclinal Moeda com aproximadamenter 80 km de cadeias de montanhas, e corresponde à face oeste do Quadrilátero Ferrífero, na porção sul da Região metropolitana de Belo Horizonte. O quadrilátero ferrífero é atualmente onde se mais produz minério de ferro bruto do Brasil e por isso, há grande densidade de empreendimentos minerários nessa região. A identificação de área de maior vulnerabilidade já representaria uma grande contribuição para controle de órgãos gestores. Contudo, o trabalho pretende ainda fazer uma correlação com regiões mais favoráveis à recarga a fim de correlacionar os recursos hidricos superficiais e subterrâneas e a presença das cangas e da formação ferrifera que favorecem o desenvolvimento de cavidades cársticas, muito impactadas por empreendimentos minerários e pela falta de estudos aprofundados. Desta forma, esse projeto pretende analisar a vulnerabilidade aquífera desta região, definir as zonas de recarga e identificar as regiões de minério de ferro, com favorábilidade à formação de cavidades cársticas, a fim de correlacioná-las.

Grupo / instituição

UFMG

Município(s)

Parte dos municípios : Belo Horizonte, Belo Vale, Brumadinho, Congonhas, Ibirité, Itabirito, Moeda, Nova Lima, Ouro Preto e Rio Acima /MG

Custo total

R$ 340.000,00

Tempo de execução

8 semestres